Foto Galeria

JA slide show

Autenticação



Noticias
Almoço/Convívio do PSD Cartaxo PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

Caras(os) Amigas(os),

Logo PSD CartaxoA Comissão Política do PSD do Cartaxo vai realizar um almoço/convívio alargado a todos os militantes, eleitos autárquicos, candidatos e apoiantes, bem como às suas respectivas famílias.

Pretendemos juntar todos os que ao longo dos últimos anos contribuíram para a vida da família social-democrata do Cartaxo.

O evento terá lugar no próximo dia 18, sábado, pelas 13 horas, em Vila Chã de Ourique, no Pavilhão de Festas. Terá o preço de 10 euros (5 euros para crianças dos 6 aos 11 anos).

Desejamos que este almoço/convívio conte com uma forte participação de todos os que têm integrado e apoiado as candidaturas autárquicas do PSD ao concelho do Cartaxo. Por isso, apelamos à mobilização de todos no sentido de realizarmos uma Festa expressiva da tradição social-democrata e de reconhecimento aos que de forma directa e indirecta têm contribuído para o desenvolvimento do nosso projecto.

Com saudações social-democratas,

Jorge Nogueira, presidente da CPS PSD Cartaxo

 

Marcações e Informações:

Jorge Nogueira – 918 031 556 – Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar

José Augusto Jesus – 914 012 954 - Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar

 
Boas Festas PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

Boas Festas 2013 3

 
Uma questão de confiança política PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
comunicado_psd_cartaxo

O tempo de crise que se vive no concelho do Cartaxo, bastante acentuado com a falência da Câmara às mãos dos socialistas locais, está a levar a que alguns dos que tiveram responsabilidades políticas ao longo de anos de desvario financeiro fujam das suas responsabilidades passadas.

Como é impossível fugir para sempre do passado, tanto mais que o futuro que vamos viver está repleto de consequências das decisões tomadas nos últimos 12 anos, é melhor que se clarifiquem alguns pontos basilares do discurso político dos próximos meses.

- Merecem os actuais eleitos do Partido Socialista na Câmara, na Assembleia Municipal e nas Juntas de Freguesia a confiança política do candidato Pedro Ribeiro?

- As decisões que os actuais eleitos socialistas se preparam para tomar têm a aprovação do líder e candidato do PS local?

A resposta a estas duas questões é decisiva para que, de uma vez, se perceba se há verdadeiramente uma separação entre o que vai dizendo o candidato autárquico do PS e as decisões aplicadas por aqueles que estão no terreno em nome do Partido Socialista.

Depois de Pedro Ribeiro, enquanto candidato, ter afirmado que queria renegociar o contrato estabelecido com a Cartágua, Pedro Ribeiro, o líder da concelhia do PS, tem na próxima Assembleia Municipal, marcada para o dia 28 de Fevereiro, uma boa oportunidade para impor as suas decisões aos eleitos do Partido Socialista.

Todos recordamos a confiança que a concelhia liderada por Pedro Ribeiro demonstrou à actual equipa socialista na autarquia, ou seja a Paulo Varanda, em finais de 2011. É chegado o tempo de renovar os votos ou então de renegar as palavras ditas. Os cartaxeiros merecem que, de uma vez por todas, os socialistas do Cartaxo assumam integralmente as suas responsabilidades, principalmente porque com a sua forma de agir na Câmara e Assembleia Municipal atiraram o nosso concelho para anos de um quase completo definhamento.

É chegada a hora de Pedro Ribeiro, enquanto candidato oficial do Partido Socialista, dizer se mantém a confiança nos eleitos socialistas da Câmara, da Assembleia Municipal e das Juntas de Freguesia… Adiar por mais tempo esta clarificação é a demonstração de uma linha de actuação que colide frontalmente com os superiores interesses do concelho do Cartaxo.

Jorge Nogueira
Presidente da CPS do PSD Cartaxo
 
Comunicado do PSD Cartaxo PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

COMUNICADO

8 de Fevereiro de 2013

PSD_cartaxoO Partido Social Democrata do Cartaxo concorre às Eleições Autárquicas desde 1976. O PSD vai concorrer às Eleições Autárquicas de 2013 e irá apresentar candidatos para a Câmara, para a Assembleia Municipal e para as Juntas de Freguesia.

Os candidatos que o PSD irá apresentar ao próximo acto eleitoral serão militantes e independentes, numa conjugação que permitirá uma verdadeira interpretação das expectativas e da vontade da população. O PSD do Cartaxo sempre apresentou um caminho alternativo ao poder socialista instalado e acantonado na Câmara Municipal e a realidade começa a dar-nos razão.

O PSD do Cartaxo nunca precisou de “alugar” candidatos para levar à população o seu projecto político. O facto de terem sido notícia algumas efabulações de protocandidatos é revelador de que o caminho dos social democratas do Cartaxo era e continua a ser o mais adequado para o nosso concelho.

Os eleitores poderão sempre contar com o PSD para encontrar as melhores soluções para o nosso concelho… não encontrarão os social democratas em disputas pessoais de poder, nem terão oportunidade de ver o PSD do Cartaxo a servir de partido “barriga de aluguer” de um qualquer presidente de Câmara em exercício.

Perante o desnorte e a falta de bom senso demonstrado pelos candidatos socialistas que já estão no terreno (Pedro Ribeiro e Paulo Varanda), concretizando assim uma clara disputa pessoal do poder, o PSD do Cartaxo assegura que irá apresentar as soluções mais eficazes para recolocar o nosso concelho no caminho do desenvolvimento, mas sempre com a garantia da sustentabilidade das contas da autarquia.

Por isso, como é óbvio, será necessário conhecer em primeiro lugar qual é a verdade sobre a situação económica e financeira da autarquia e qual será o plano que o Tribunal de Contas aprovará para recuperar a Câmara do Cartaxo do estado de falência em que se encontra. Manda a prudência e um elementar bom senso conhecer primeiro a realidade e só depois apresentar soluções.

Só aos que querem o poder a todo o custo e aos que são movidos pela ambição pessoal é que não importa a realidade.

A população do Cartaxo deve exigir que no próximo acto eleitoral se apresentem a votos todos os que directamente são responsáveis pelo estado de falência em que a Câmara se encontra, bem como merece que se apresentem todos os que, ao longo dos últimos 12 anos, fizeram oposição à gestão ruinosa dos socialistas do Cartaxo.

É preciso recordar que a Câmara do Cartaxo e por seu intermédio o nosso concelho não vivem tempos de normalidade. É preciso não esquecer que a Câmara Municipal do Cartaxo requereu um plano de assistência financeira externa, no passado mês de Outubro de 2012, no valor de 45 milhões de euros quando prevê ter de receitas 12 milhões de euros anuais, com tendência para diminuírem.

Com a adesão ao Programa de Apoio à Economia Local (PAEL) e a solicitação de reequilíbrio financeiro, num valor global de 45 milhões de euros, a autarquia do Cartaxo manifestou a sua incapacidade para, de modo próprio, conseguir fazer face à gestão dos cerca de 400 por cento de dívida líquida da Câmara Municipal.

É incompreensível que, sem cuidarem de saber as condições em que a Câmara do Cartaxo vai ser ajudada a sair da falência, alguns já se predisponham a atirar-se para a cadeira de presidente da autarquia.

As ambições pessoais dos candidatos socialistas que já estão no terreno são reveladoras da ausência de um qualquer projecto político para o concelho do Cartaxo.

O poder pelo poder é o mote que se instalou entre os socialistas do Cartaxo.

Como é que alguém de bom senso e com intuitos lícitos quanto à recuperação do estado de falência em que a Câmara do Cartaxo se encontra pode, nesta altura, apresentar-se como candidato sem cuidar de saber algo que é determinante:

- Qual é o plano que será aceite pelo Tribunal de Contas para a Câmara do Cartaxo sair do estado de falência?

- Que custos anuais terá esse plano para a gestão da autarquia?

- Porque é que depois dos autarcas socialistas terem gasto 13 milhões de euros do saneamento financeiro de 2008 apresentaram, em 2012, um endividamento de 45 milhões de euros?

Os sequiosos de poder pessoal demonstram que pouco lhes importa a viabilidade do plano de salvação da Câmara.

A eles, os que estão nesta disputa como dois galos no mesmo galinheiro (utilizando um aforismo popular), não interessa a recuperação do nosso concelho. Não lhes interessa a reposição de patamares de qualidade de vida minimamente aceitáveis para a população. A eles apenas lhes interessa fazer uma “corridinha” para o cadeirão da autarquia imaginando que conseguirão, mais uma vez, esconder os reais problemas do nosso concelho com uma distribuição de lugares pelos amigos de ocasião.

O tempo que se vive no Cartaxo é de grande exigência… e a população saberá exigir o melhor para o futuro do concelho para que nunca mais se repitam os devaneios, as falsidades, os erros dos projectos socialistas que levaram à falência da Câmara Municipal do Cartaxo.


--

O presidente da Comissão Política do PSD do Cartaxo

Jorge Nogueira

 
CONVOCATÓRIA: Assembleia de Militantes PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
convocatoriaAM20130128
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 10 de 24

ver cOMpOL

ver veread

ver AM

ver FREG

ver junte

 

Newsletter







April 2018
S M T W T F S
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 1 2 3 4 5